Arquivo da categoria: Retrô

Visitando Final Fantasy (1) pela primeira vez

Logo do primeiro Final Fantasy

Logo do primeiro Final Fantasy

* Eu criei um Medium porque queria escrever. Escrevi sobre videogame e tinha até esquecido que tenho esse blog. Então, estou passando o texto para cá.

É interessante como alimentamos uma vontade de fazer algo, principalmente quando há, em cima, uma rotulação quanto ao não fazer esse algo. Coisas que são classificadas como “obrigatórias”, que têm que fazer parte da nossa vida, que precisamos conhecer. Às vezes, nós mesmos nos cobramos por não ter feito e não queremos que lembrem de nós como “aqueles que não fizeram/foram/visitaram”. Na adolescência, queremos aprender a dirigir mesmo sem ter carro ou se quer licença para tal. Você não pode ser fã de Tarantino se ainda não viu Pulp Fiction.

Esse é mais ou menos o meu caso com o primeiro Final Fantasy. Cultivei por muito tempo o desejo de experimentá-lo, não porque acreditava em uma experiência incrível, mas mais pelo sentimento de compromisso. Apenas recentemente o fiz de fato. Gostaria que fosse a antiga versão para NES, de 1987, mas, confesso, pensei que não conseguiria lidar com um título que carrega nas costas quase 30 anos de idade e evolução, e que — eu já sabia de antemão — me daria um certo trabalho.

A escolha, então, foi a versão lançada em 2007, para o PSP, em comemoração aos 20 anos da franquia. Imaginei que me daria melhor com um visual mais atualizado, controles melhores e ainda com a possibilidade de andar com o jogo para onde fosse. Um outro ponto positivo da escolha é que, tratando-se de uma edição comemorativa, Final Fantasy Anniversary Edition traz uma série de bônus e áreas que não estão presentes naquele velho cartucho de Famicon. Não tinha porquê ser outro. Claro que continuo gostando dos jogos mais antigos, mas não há como negar que meus gostos foram se adaptando às mudanças. Killer Instinct, por exemplo, é o jogo que sempre classifiquei como o melhor do gênero luta, mas, hoje, não consigo jogá-lo com o mesmo entusiasmo da minha infância. Fugindo do contexto, me sinto até culpado por não mais aguentar os 20 minutos de um episódio de Jiraiya.

Continuar lendo

Etiquetado , ,

Análise: Konami Classics Series: Arcade Hits – Nintendo DS

konamiarcadecoverNos anos 80 os arcades eram reis. Pessoas se espremiam em barzinhos de esquina fedidos para jogar e ver os outros jogando. Muitos começaram a jogar neles. Era totalmente diferente do mercado de arcades que temos hoje. E a Konami era uma das boas empresas que investiam nessa plataforma, principalmente com os seus “jogos de navinha”.

Konami Classics Series: Arcade Hits trás os melhores jogos da empresa produzidos nessa época, direto para as duas telas do seu DS. São jogos que seguem padrões muito diferentes dos atuais, o que pode afastar muita gente que não teve contato prévio com algum do tipo. Se você é totalmente centrado no que há de mais novo no mundo dos games e não tem nenhum interesse em velharias, este jogo não é para você, leia o resto do texto por sua conta e risco.

Essa coletânea não quer mostrar gráficos bonitos, não quer te trazer algo que você ainda não tenha visto nem mostrar a bela história da empresa japonesa e um pouco do seu portfólio. O esquema aqui é mais ligado a emoções. É uma coletânea feita para aqueles que conheceram pelo menos um desses games em seus tempos de glória. A graça é relembrar como era quase impossível passar da primeira fase de Time Pilot sem morrer, por exemplo. Claro que alguns deles são praticamente desconhecidos da maioria, mas outros como Contra e Gradius certamente fizeram parte da infância de muito marmanjo por aí. O sentimento de nostalgia é inevitável e é tão agradável que horas se passarão num piscar de olhos e você não vai nem perceber que a primeira fase do Time Pilot ainda não foi vencida.

São ao todo 15 jogos: Roc’n Rope, Track & Field, Basketball, Road Fighter, Yie Ar Kung-Fu, Rainbow Bell, Shao-Lin’s Road, Gradius, Rush’n Attack, Contra, Circus Charlie, Scramble, Horror Maze, Pooyan, e, claro, Time Pilot. Todos muito bem ajustados ao DS. Mas não é apenas uma lista onde você aponta um nome e começa a morrer. Também há alguns extras como ouvir a trilha sonora do jogo, ver o manual original que o acompanhava e ainda ver uma foto da placa que ele usava no gabinete. Não é muita coisa, mas até que é legal.

O grande problema é que dos 15, pelo menos a metade (7,5?) será rejeitada. O maior motivo é o já citado acima, alguns são desconhecidos da maioria, e o outro é que ao lado de clássicos de verdade como Contra e sua ação insana, se tornam totalmente desinteressantes. Mas a metade restante certamente vai te entreter bastante, como nos velhos tempos.

Se você era um menino sagaz que guardava o dinheiro do lanche para comprar uma ficha no bar depois da escola, Konami Classics Series: Arcade Hits é indispensável.

konamiarcade1 konamiarcade3 konamiarcade4

Etiquetado , , , , , , ,

Retrocast #01 – Arcades

retrocastlogo
Sim, sim sim!! É isso mesmo! O Retrocast #01 está no ar!

Já que a enquete feita qui no blog obteve um resultado unânime, não tivemos outra opção se não fazer realmente o que era tão esperado! Muito obrigado a todas as três pessoas que votaram! É um imenso prazer dizer que exatamente hoje o First Stage, aliado aos grandes Gamer Atrasado e Gameretrô, que juntaram forças tal qual os Super Gêmeos – como foi espertamente lembrado pelo Leonardo -, trazem ao ar o primeiro podcast exclusivamente sobre games retrô do país!

E começamos agredindo: Arcades! Aquelas maravilhosas maquinas “papa-dinheiro” que você encontrava em cada bar de esquina do seu bairro. Também demos uns pitacos sobre a aguardadíssima revista OLD! Gamer, que chega no mês de maio as bancas nacionais.

Só algumas notas:

– Esta é a nossa primeira experiência com podcasts, então não espere nada muito elaborado.
– Tivemos alguns problemas com os programas para fazer a gravação e no fim das contas a voz do Leonardo acabou saindo mais baixa que a minha e a do Adney.
– Foi divertido para a gente e espero que seja para vocês também!

Ouçam agora mesmo clicando aqui!

Etiquetado , , ,