Análise: VVVVVV – PC

1080p, Full HD, High Definition. Hoje o mundo dos videogames gira em torno desses termos. O jogo que chama a atenção é aquele com os melhores gráficos e resoluções. Até alguns jogos independentes estão entrando nessa. Mas uma pequena parcela dos apreciadores de videogames tem andado na contra-mão: Mega man 9 e 10 e o mais recente Sonic 4 provam que o estilo retrô ainda tem espaço nos dias de hoje.

No entanto, poucos são os jogos que com apenas alguns pixels e meia dúzia de cores conseguem ser bonitos e criativos. VVVVVV é tão simplista com seu visual que, a primeira olhada, parece que não tem muito o que oferecer ao jogador, mas após poucos minutos, é possível perceber a complexidade empregada em cada canto.

Você controla um sorridente personagem que entrou acidentalmente em uma nova dimensão com sua nave e tripulação, que se separou. Agora você precisa encontrá-los, viajando por portais, para voltar à nave e ir para casa.

Visual simples, um personagem sorridente e muito desafio. Quer fórmula melhor para um excelente jogo?

O personagem não tem muitas habilidades. Ele anda para frente e para trás, nada mais. A cereja do bolo é a tecla de ação “V” (que também pode ser as setas para cima e para baixo do teclado ou o “W” e o “S”). Com ela é possível mudar a direção da gravidade no jogo, abrindo, assim, um enorme leque de possibilidades para fugir das inúmeras ameaças que rondam cada cenário.

Em VVVVVV a exploração é a base de tudo. Tem-se um mapa em mãos, daí, é tudo por conta do jogador. Não há linearidade, qualquer um dos tripulantes pode ser encontrado a qualquer momento, assim como as “Shiny Trinkets”, esferas que liberam alguns extras no jogo.

É um jogo perigoso. Morrer é coisa corriqueira. A dificuldade é altíssima e por isso mesmo você encontra um “checkpoint” em cada quadro, às vezes até mais. Mas não pense que isso é um ponto negativo, muito pelo contrário, o personagem volta a vida extremamente rápido e você nunca precisará refazer um caminho muito longo. Na verdade, você se verá repetindo um pequeno movimento cerca de cem vezes e se divertirá com isso. São raros os momentos de chateação.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

De quebra, você fará tudo isso ao som de uma sensacional trilha retrô, que até ganhou disco próprio, espertamente entitulado “PPPPPP”.

VVVVVV é o primeiro lançamento comercial de Terry Cavanagh, detentor da Distractionware. Ele mostra com esse trabalho sua evolução como desenvolvedor e sua grande habilidade em criar algo interessante com pouquíssimos recursos.

Entre os trabalhos anteriores do criador estão outros jogos de estilo parecido, como “Don’t Look Back, que mantinha um visual basicamente em duas cores e exigia movimentos precisos do jogador para poder avançar.

Dizer que VVVVVV é um jogo obrigatório para quem gosta de jogos de plataforma é algo totalmente clichê e desnecessário. Necessário é dizer que esta é, certamente, uma das melhores experiências independentes que você terá em 2010.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto originalmente publicado na revista Indie Gamer, de fevereiro de 2010. Leia aqui.
Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: