Análise: Grid – Nintendo DS

O Nintendo DS nuca foi um grande sistema para jogos de corrida. Mario Kart DS, claro, é uma exceção, mas também é um jogo descompromissado. Quando falamos de algo mais próximo de um “simulador” o DS realmente deixa a desejar.

A empresa Codemasters vinha fazendo um bom trabalho com o gênero no portátil: Race Driver: Create & Race deixava que o jogador construisse suas próprias pistas para depois destrinchá-las, tinha bons desafios e mecânica realista o suficiente para ser considerado um simulador portátil.

Esperta que é, a Codemasters pegou tudo que era bom em Race Driver, fez alguns ajustes, adicionou elementos aqui e elí e de tudo isso, em 5 de agosto de 2008, foi lançado Grid, que afirmo desde já “é o melhor ‘simulador’ de corrida do DS até o momento.

Ao contrário do que pode parecer, Grid não é apenas uma compactação do game lançado para X360, PS3 e PC – afinal quem se importa com portáteis -, é notável que os desenvolvedores trabalharam arduamente para fazer com que tudo funcionasse tecnicamente bem no DS.

Na verdade não há premissa. Pistas da Europa, EUA e Japão – as áreas principais – já estão disponíveis logo de início para você sair derrapando. Seu objetivo é vencer todos os desafios impostos, que aparecem em várias cidades destes lugares, e ganhar pontos de reputação. São ao todo 37 pistas e 29 carros licenciados.

Em cada uma das áreas você tem uma Home Base onde você pode, além de customizar as suas carangas, ver o total de pontos de reputação acumulados durante o jogo e criar pistas para um “quick race”. E já que mencionei, criar suas próprias pistas é muito fácil e intuitivo. Diversos tipos de curvas, pontes e enfeites são disponibilizados para que você bote em prática suas habilidades de arquitetura e o melhor de tudo é que isso acontece na tela de toque, na ponta da sua Stylus, assim como todos os menus.

Os desafios que o jogo traz para serem batidos são dos mais variados: No Japão, por exemplo, o enfoque fica nas disputas de derrapadas, os famosos “drifts”. Quanto maior for o seu drift mais pontos você ganha e dependendo da sua pontuação você pode ganhar de zero à três medalhas. Dentre os desafios ainda estão os testes de aceleração e freio, os “Survivals” onde você precisa manter a liderança por um determinado tempo e, claro, os tradicionais campeonatos, além de diversos outros. Uma diversidade bacana que quebra um pouco daquela coisa de vários competidores na mesma pista com o mesmo objetivo.

Toda a “ação” rola na tela superior e é totalmente controlada pelos botões, enquanto na tela inferior é exibido o mapa do circuito e os indicadores de dano. Os carros respondem muito bem aos comandos e se movimentam de forma bem realista, o que pode ser ruim em alguns pontos: curvas em alta velocidade não funcionam aqui e se o seu carro derrapar na areia você perderá segundos preciosos porque seus adiversários não perdoam e dificilmente cometem erros. “Restart Event”. Você verá muito essas duas palavras até “pegar a manha” do carro e da pista.

Sair batendo em tudo também não dá certo. Cada batida resulta em danos no seu carro que comprometem todo o seu desempenho. Não seria legal ter um carro fumaçando a 70km/h penso para a esquerda enquanto se precisa fazer uma curva fechada para a direita.

Grid é um game razoavel graficamente. Segue os moldes de Race Driver. Têm reflexos, sombras e pedaços do carro voando. Os cenários são bem desenhados, há nuvens no céu e alguns contam até com arquibancadas – sem torcedores mas tá valendo. E a famosa “sesação de velocidade”, tão prezada pelos amantes do gênero, também está aí. Sonoricamente falando, os carros roncam, isso já é bom, mas as musicas são extremamente repetitivas e por diversas vezes será mais cômodo abaixar o volume do DS e ligar o MP3.

O jogo não traz praticamente nenhum extra no final, além de alguns cheatcodes, então o jeito é chamar os amigos e jogar no modo multiplayer disponível que permite partidas single-card entre até quatro jogadores.

Finalizando e repetindo o que eu disse no começo da análise, Grid é o melhor simulador de corridas do DS até o momento. Tem tudo o que os amantes de velocidade gostam.

Bom lembrar também que a Codemasters está desenvolvendo DiRT 2, jogo de Rally que chega em setembro para todas as plataformas incluindo o DS e é promessa de ventos fortes nos cabelos desde já.

Anúncios
Etiquetado , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: